Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘pintura’

Adoro listras na parede e já fiz lá em casa, mas as cores desta versão publicada na revista Casa e Jardim são fantásticas.


As listras são horizontais (para ampliar) e a arquiteta usou múltiplos de 7 cm aleatoriamente (a faixa turquesa, por exemplo, tem 14 cm), nas cores (todas da Coral):

  • Turquesa Venezia (ref. 30 BG 15 322);
  • 50% de Capim Cidreira (ref. 60 YY 39 654) e 50% de Grama Limão (ref. 86 YY 77 295);
  • Águas Profundas (ref. 30 GY 09 171);
  • Abacate (ref. 70 YY 25 200).

Anúncios

Read Full Post »

A inspiração para decorar o quarto do meu filho com uma árvore partiu de um post do Vila do Artesão, que foi feita com tinta e retalhos de tecido.

Depois, busquei por adesivos de árvores e me deparei com este, perfeito:

Pedi para minha irmã riscar a árvore na parede e fiz todo o contorno e preenchimento do desenho com tinta para tecido marrom, da Acrilex. Risquei as folhas em três tamanhos diferentes no plástico adesivo verde (tipo Con-Tact), recortei e colei nos galhos.

Mas ainda faltava algo e pensei numa coruja (símbolo de sabedoria), para atrair bons fluidos. Ela também foi feita com plástico adesivo preto (corpo e olhos), laranja (bico) e de bolinhas (asas). O resultado ficou assim:

Read Full Post »

Que tal dar uma repaginada naquele móvel antigo que já não combina mais com a decoração ou mesmo que não tem mais utilidade? Com algumas pinceladas de tinta acrílica, móveis de madeira podem ganhar cara nova e, quem sabe, até nova função no ambiente.

Para começar é preciso lixar a peça com lixa específica para madeira (lixa 100, por exemplo), até retirar toda a cobertura de verniz. Depois de escolher a cor desejada da tinta (geralmente acrílica) é só pintar e esperar secar.

Existem outras técnicas mais elaboradas, como é o caso da pátina, que nada mais é do que  lixar o móvel novamente após a secagem total da pintura, até que apareça o fundo – no caso os veios da madeira.

Para finalizar, que tal trocar os puxadores por outros novinhos e mais modernos, ou mesmo no estilo retrô?

Read Full Post »

Listras largas e em cores suaves enfeitam a cabeçeira

Acho uma graça paredes listradas. No meu quarto já tem um lugar reservado para elas onde, a princípio, foi feito um rebaixo no reboco para o encaixe da cabeceira da cama (igual na foto acima). Isto antes da mudança de planos, da possibilidade de inclusão do closet, e a cama acabou tendo que mudar de parede.

Simples de fazer, não requer muita prática nem habilidade. Tá bom vai, talvez um pouquinho…

  • Primeiro é preciso definir a largura das listras com uma régua, marcando a parede com um lápis, por exemplo;
  • Elas podem ser de tamanhos regulares ou uma mescla de listras grossas e finas, verticais ou horizontais, de cores neutras, tom sobre tom ou mais vibrantes, vai do gosto do freguês;
  • Depois, é só aplicar fita crepe para proteger a parte que não receberá tinta (ah, a parede já deve estar previamente pintada de branco, por exemplo);
  • Com um rolinho é só preencher os espaços com as cores escolhidas;
  • Só depois que a tinta secar completamente as fitas crepe podem ser removidas.

Sem inspiração para a escolha das cores? Dá uma olhada nos encartes  “Efeito das cores” que a Suvinil preparou para a revista Casa Cláudia com dicas de combinações entre cores e objetos. Os aquivos são em PDF e dá pra imprimir!

A Coral também lançou o “Ideia Card”, sete guias de combinação de cores (vermelhos, laranjas, amarelos, verdes, azuis, violetas e neutros). Eu tenho uma pastinha fofa com os encarte da Coral, recebi em casa, pelo correio (já faz um bom tempo). Não sei se eles ainda enviam, mas já cheguei a ver folders em lojas de tintas.

Horizontais e verticais na mesma parede

Listras verticais e horizontais na mesma parede

As listras mais finas são da largura da fita crepe

Como detalhe no corredor

Na horizontal, multicoloridas e de várias larguras

Par destacar o balcão que separa a cozinha da sala de estar

Colorindo o quarto do bebê

Como pintura de fundo entre as prateleiras

Read Full Post »