Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘adesivo’

A inspiração para decorar o quarto do meu filho com uma árvore partiu de um post do Vila do Artesão, que foi feita com tinta e retalhos de tecido.

Depois, busquei por adesivos de árvores e me deparei com este, perfeito:

Pedi para minha irmã riscar a árvore na parede e fiz todo o contorno e preenchimento do desenho com tinta para tecido marrom, da Acrilex. Risquei as folhas em três tamanhos diferentes no plástico adesivo verde (tipo Con-Tact), recortei e colei nos galhos.

Mas ainda faltava algo e pensei numa coruja (símbolo de sabedoria), para atrair bons fluidos. Ela também foi feita com plástico adesivo preto (corpo e olhos), laranja (bico) e de bolinhas (asas). O resultado ficou assim:

Anúncios

Read Full Post »

Palavras podem fazer parte da decoração de diversas maneiras, como em papéis de parede, pinturas e adesivos.

A primeira opção acaba de ganhar uma versão divertida: o caça-palavras, desenvolvido pela marca Mr. Perswall. As letras aleatórias acabam formando nomes de cidades ao redor do mundo (vi na Casa e Jardim).

As letras aleatórias formam nomes de cidades

Jornais também podem ser transformados em papéis de parede. Na técnica da foto abaixo, edições japonesas (caderno de cultura, por conta das ilustrações) foram aplicadas no lavabo por um instalador de papel de parede. O revestimento não ganhou verniz, para manter a cor original, mas é preciso cuidado para não molhar.

Notícias do japão estampam a parede

E se aquela música preferida pudesse estampar um canto especial da sua casa? Na foto abaixo, o morador pediu que arquitetas escrevessem na parede a letra da música amanheceu, de Jorge Vercilo, que primeiro foi riscada à lapis e, depois, coberta por tinta. Encontrei no livro 150 Ideias de  Decoração de Casa Cláudia (volume II), que já citei aqui.

Na parede, letra da música Amanheceu, de Jorge Vercilo

Nesta outra ideia, uma frase adesiva colada de trás para a frente se transforma numa charada que pode ser lida por um espelho de 2 m de altura no hall de entrada. Na imagem é possível ler The word exist to convert itself into images (o mundo existe para se converter em imagens).

A charada na parede pode ser lida pelo espelho

O verso preferido também pode estampar as paredes. Nesta escada, trecho do livro “As cidades invisíveis”, de Ítalo Calvino ‘…nos corrimãos das escadas, nas antenas dos pára-raios, nos mastros das bandeiras, cada segmento riscado por arranhões…’

Read Full Post »